Sanções dos EUA impedem Irã de receber 5 milhões de doses de vacina contra gripe

"Devido às sanções contra o Irã, ficaram bloqueadas em um aeroporto cinco milhões de doses adquiridas", disse o vice-ministro da Saúde iraniano, Iraj Harirchi

Iranianos usam máscara no metrô do Teerã
Iranianos usam máscara no metrô do Teerã (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O Irã adquiriu cinco milhões de doses de uma vacina contra a gripe, mas não poderá recebê-las por causa das sanções dos Estados Unidos, afirmou hoje (9) o vice-ministro da Saúde do país, Iraj Harirchi.

Esta não é a primeira vez que Teerã acusa as sanções dos Estados Unidos de impedirem que o país consiga combater a pandemia do novo coronavírus e importe medicamentos.

"Devido às sanções contra o Irã, ficaram bloqueadas em um aeroporto cinco milhões de doses adquiridas", disse o vice-ministro da Saúde iraniano à agencia Fars, sem detalhar de onde o fármaco estava sendo importado.

Washington, por sua vez, afirma que as sanções supostamente não se aplicam aos medicamentos nem à ajuda humanitária ao Irã. 

Segundo a agência iraniana, no mês passado, o assessor do ministro da Saúde do Irã, Alireza Wahhabzadeh, relatou que empresas farmacêuticas em três países cancelaram o comércio e suspenderam a entrega de cargas de vacinas contra a gripe para o país asiático depois que foram informadas sobre o destino, e alegou que as empresas são dissuadidas pelas sanções dos EUA.

"Fizemos pagamentos a três países, mas as empresas devolveram o dinheiro assim que foram informadas sobre o destino", disse Wahhabzadeh à Fars, que acrescentou que o Irã foi forçado a buscar as vacinas em um quarto país, o que "causou um atraso e prejudicou nossos esforços para garantir o fornecimento das doses necessárias".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247