Secretário-geral da ONU pede fim da repressão em Mianmar

António Guterres mencionou um único país no discurso de abertura da conferência do Conselho de Direitos Humanos: Mianmar. "Os golpes de Estado não têm espaço em nosso mundo moderno", enfatizou

António Guterres, secretário-geral da ONU
António Guterres, secretário-geral da ONU (Foto: UN Photo/Jean-Marc Ferré)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, durante o discurso anual no Conselho de Direitos Humanos (CDH), pediu o fim imediato da repressão em Mianmar.

O país do sudeste asiático foi o único mencionado no discurso. 

"Peço hoje ao exército de Mianmar que pare a repressão imediatamente, liberte os prisioneiros, acabe com a violência e respeite os direitos humanos e a vontade do povo expressada nas recentes eleições", afirmou Guterres no discurso de abertura da conferência.

"Os golpes de Estado não têm espaço em nosso mundo moderno", enfatizou o secretário-geral. 

As falas foram reportadas no Correio Braziliense.

Uma junta militar tomou o poder em Mianmar no início de fevereiro. Desde então, a líder civil da nação, Aung San Suu Kyi, está presa e protestos foram realizados pela população. 

As forças policiais e militares de Mianmar reprimem brutalmente manifestantes, mas a junta também garantiu que realizará novas eleições e entregará o poder ao vencedor. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email