Senador estadunidense Marco Rubio ameaça Nicolás Maduro

"Há certos limites e Maduro sabe disso. As consequências serão severas e rápidas", declarou o senador republicano estadunidense Marco Rubio, instando também o presidente venezuelano Nicolás Maduro a não prejudicar o pessoal norte-americano que trabalha no país. Os EUA responderão se os trabalhadores humanitários forem atingidos, disse o senador

Senador estadunidense Marco Rubio ameaça Nicolás Maduro
Senador estadunidense Marco Rubio ameaça Nicolás Maduro

247, com Sputnik - "Há certos limites e Maduro sabe disso. As consequências serão severas e rápidas", declarou o senador republicano estadunidense Marco Rubio, instando também o presidente venezuelano Nicolás Maduro a não prejudicar o pessoal norte-americano que trabalha no país. Os EUA responderão se os trabalhadores humanitários forem atingidos, disse o senador.

Simultaneamente às ameaças de Rubio, o deputado Juan Guaidó pediu para que os militares venezuelanos deixem passar a "ajuda humanitário", enquanto que o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro se recusa, alegando tratar-se de uma ingerência estrangeira.

No domingo (17), em entrevista ao canal CNN, o senador norte-americano Marco Rubio avisou que Nicolás Maduro seria gravemente afetado se o governo venezuelano prejudicar ou aprisionar o líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, que se declarou presidente interino do país.

Rubio preferiu não dizer se apoia ou não ações militares dos EUA contra a Venezuela, mas assinalou que a administração de Trump não teria uma posição passiva se Maduro reprimisse Guaidó.

As tensões na Venezuela têm sido agravadas face à chegada em 23 de fevereiro da "ajuda humanitária" dos EUA, que atualmente se encontra na Colômbia.

O prazo foi indicado por Guaidó apesar da oposição dura de Maduro, que acredita ser uma manobra para derrubar o governo venezuelano.

"É uma armadilha, eles estão fazendo um espetáculo com a comida podre e contaminada [...] Eles roubaram US$ 30 bilhões da Venezuela e agora oferecem quatro migalhas de comida podre", afirmou Maduro.

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha, por sua vez, advertiu os EUA contra politização e entrega da "ajuda humanitária" sem autorização das autoridades locais.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247