Síria fica em alerta contra ameaça de bombardeio dos EUA e aliados

A Síria pôs em alerta máximo sua defesa anti-aérea diante das ameaças dos Estados Unidos e seus aliados de bombardear o país com o pretexto de um suposto ''ataque químico'' na província de Idlib por parte das forças governamentais

Síria fica em alerta contra ameaça de bombardeio dos EUA e aliados
Síria fica em alerta contra ameaça de bombardeio dos EUA e aliados

247, com Prensa Latina - A Síria pôs em alerta máximo sua defesa anti-aérea diante das ameaças dos Estados Unidos e seus aliados de bombardear o país com o pretexto de um suposto ''ataque químico'' na província de Idlib por parte das forças governamentais.

Fontes militares confirmaram que estão em posição de combate os 11 sistemas de mísseis tipo S-200, Patshora, Pantsir 1 e Buk, para defender a infraestrutura do país.

As brigadas encarregadas receberam instruções de disparar contra qualquer alvo hostil diretamente sem esperar nenhuma ordem, segundo informaram meios de comunicação de Damasco.

Segundo informações disponíveis e insistentes denúncias provenientes de Moscou e Damasco, os chamados Capacetes Brancos, filiados à antiga Frente Al Nusra, acionaram uma provocação na província de Idleb, a única região do país controlada pelos grupos terroristas, com o objetivo de criar uma situação que justifique o bombardeio estadunidense.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247