Síria protesta contra ocupação turca e americana

Milhares de sírios se concentraram nas principais praças das cidades do nordeste do país para expressar sua forte condenação à presença ilegal de forças militares da Turquia e dos Estados Unidos no país

Manifestação na Síria
Manifestação na Síria (Foto: Prensa Latina)

Prensa Latina -  Neste domingo (13) a população síria saiu às ruas para protestar contra a presença militar turca e americana em seu território. 

Manifestações populares ocorreram nas cidades de Hasakeh, Qamishli e Deir Ezzor, as maiores da região leste da Síria. Os participantes da ação levantaram faixas com frases que condenam a agressão e exigem a expulsão das forças militares turcas e americanas do país árabe.  

Por outro lado, as tribos e clãs da Síria denunciaram em comunicado a cumplicidade entre Washington e Ancara na violação da soberania síria.  "A invasão da Turquia foi coordenada e abençoada pelos Estados Unidos, e ambos os governos pretendem dividir a Síria e consagrar sua presença como forças de ocupação no território sírio", denunciou o texto da declaração.  

O documento convoca todos os jovens recrutados à força para deixarem as fileiras das milícias curdas e se juntarem ao exército árabe sírio, o único que garante a proteção das fronteiras e capaz de enfrentar qualquer agressão externa. 

A Turquia começou na quarta-feira passada, uma operação militar contra a Síria sob o pretexto de combater as milícias curdas. O govedrno sírio condena a ação.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247