A aliados, Bolsonaro insinua que Maia pressiona por cargos

Presidente confidenciou a auxiliares, segundo o Globo, que não está disposto a ceder ao presidente da Câmara, que decidiu se afastar da articulação política da reforma da Previdência, e teria classificado o conflito do Executivo com Maia como "pressão do Congresso por cargos e vantagens"

A aliados, Bolsonaro insinua que Maia pressiona por cargos
A aliados, Bolsonaro insinua que Maia pressiona por cargos (Foto: Carolina Antunes/PR)

247 - O presidente Jair Bolsonaro teria confidenciado a auxiliares, segundo disse uma fonte ao jornal O Globo, que não está disposto a ceder ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que nesta semana anunciou sua decisão de se afastar da articulação política da reforma da Previdência. Bolsonaro teria ainda classificado o conflito do Executivo com Maia como "pressão do Congresso por cargos e vantagens".

Publicamente, no entanto, o presidente disse estar aberto ao diálogo para tentar trazer de volta Maia à articulação pela reforma. Questionado, no Chile, o que faria para tentar uma reaproximação, respondeu: "Você nunca teve uma namorada? E quando ela quis ir embora o que você fez para ela voltar, não conversou? Estou à disposição para conversar com o Rodrigo Maia, sem problema nenhum".

"Na avaliação do chefe do Executivo", segundo relatou a mesma fonte, "há uma tentativa de afundar o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro, enfraquecer a Operação Lava-Jato e sacrificar pautas em troca da Previdência. Maia também teve um mal entendido público com Moro, ao determinar que o pacote não tramitaria pelos próximos 60 dias. O ministro respondeu com uma nota, em que faz um apelo a Deus.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247