Bolsonaro troca generais em ministério e coloca primo de Ciro em secretaria

Demissão do general Marco Aurélio Costa Vieira, que ocupava o cargo de secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, que era apadrinhado pelo vice-presidente Hamilton Mourão, abriu espaço para que a vaga fosse ocupada pelo também general Décio dos Santos Brasil, primo do ex-governador Ciro Gome; exoneraçã de Vieira teria acontecido por determinação do presidente Jair Bolsonaro e a entrada de Santos Brasil teria sido avalizada pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e pelo chefe do GSI, Augusto Heleno, que também são generais

Bolsonaro troca generais em ministério e coloca primo de Ciro em secretaria
Bolsonaro troca generais em ministério e coloca primo de Ciro em secretaria

247 - A demissão do general Marco Aurélio Costa Vieira, que ocupava o cargo de secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, que era apadrinhado pelo vice-presidente Hamilton Mourão, abriu espaço para que a vaga fosse ocupada pelo também general Décio dos Santos Brasil, primo do ex-governador Ciro Gomes.

De acordo com reportagem o jornal O Estado de S. Paulo, a demissão de Vieira teria acontecido por determinação do presidente Jair Bolsonaro. A entrada de Santos Brasil teria sido avalizada pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e pelo chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, que também são generais.

Os dissabores entre o titular da pasta, Osmar Terra, e Vieira já não eram consideradas boas há algum tempo. A gota d'água teria sido uma reunião entre o militar e Bolsonaro, na semana passada, sem que o ministro fosse informado. Na ocasião, Osmar Terra tentou minimizar a possibilidade de que o colaborador fosse exonerado, mas disse que Vieira "tinha uns assuntos dele, específicos, para tratar com o presidente", e que havia "um jogo de interesses nos bastidores".

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247