Denúncia contra Temer pode ter relator tucano

A segunda denúncia da PGR contra Michel Temer na Câmara pode voltar a ter um relator tucano, apesar dos apelos em sentido contrário feitos pela liderança do PSDB na Câmara; o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), cogita entregar a um deputado tucano a relatoria da segunda denúncia contra Michel Temer, desta vez por obstrução da Justiça e organização criminosa; Pacheco afirmou ter recebido uma "ponderação" de parlamentares do PSDB; nos bastidores, comenta-se que houve sondagens ao deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), quevotou favoravelmente ao prosseguimento da primeira denúncia contra o peemedebista, em julho

Presidente Michel Temer durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília 05/06/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Michel Temer durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília 05/06/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Apesar dos apelos da liderança do PSDB na Câmara, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), cogita entregar a um deputado tucano a relatoria da segunda denúncia contra  Michel Temer, desta vez por obstrução da Justiça e organização criminosa.

Pacheco afirmou ter recebido uma "ponderação" de parlamentares do PSDB. Mas disse que esta é uma "escolha pessoal" e que "não necessariamente" atenderá ao pedido. Nos bastidores, comenta-se que houve sondagens ao deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG). O deputado votou favoravelmente ao prosseguimento da primeira denúncia contra o peemedebista, em julho.

Os tucanos seguem divididos entre uma ala governista e outra que defende que o partido deixe o governo Michel Temer. Caso do deputado Ricardo Tripoli (SP), líder do PSDB na Câmara, para quem os holofotes da relatoria só contribuiriam para expor essa divisão.

Assim como Tripoli, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que apoia Temer, procurou Pacheco para manifestar-se contrariamente à entrega da relatoria ao partido.

Outros cotados para assumir a relatoria são Marcos Rogério (DEM-RJ) e Evandro Gussi (PV-SP).

As informações são de reportagem de Fabio Murakawa e Lucas Marchesini no Valor.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247