Manuela: diferenças com Ciro são pequenas e união da esquerda é necessária

Manuela D'Ávila defende união de toda esquerda, numa aliança que inclui Ciro Gomes; em declaração ao 247, a pré-candidata pelo PCdoB esclarece as declarações do governador do Maranhão, Flávio Dino, que propôs o apoio dos partidos de esquerda a Ciro se Lula não puder concorrer; ela diz que as diferenças entre PC do B, PT, PSOL e o PDT de Ciro Gomes "são pequenas diante dos desafios do nosso país e de nosso campo"

Manuela D'Ávila defende união de toda esquerda, numa aliança que inclui Ciro Gomes; em declaração ao 247, a pré-candidata pelo PCdoB esclarece as declarações do governador do Maranhão, Flávio Dino, que propôs o apoio dos partidos de esquerda a Ciro se Lula não puder concorrer; ela diz que as diferenças entre PC do B, PT, PSOL e o PDT de Ciro Gomes "são pequenas diante dos desafios do nosso país e de nosso campo"
Manuela D'Ávila defende união de toda esquerda, numa aliança que inclui Ciro Gomes; em declaração ao 247, a pré-candidata pelo PCdoB esclarece as declarações do governador do Maranhão, Flávio Dino, que propôs o apoio dos partidos de esquerda a Ciro se Lula não puder concorrer; ela diz que as diferenças entre PC do B, PT, PSOL e o PDT de Ciro Gomes "são pequenas diante dos desafios do nosso país e de nosso campo" (Foto: Mauro Lopes)

247 - A pré-candidata do PC do B à Presidência, Manuela D'Ávila, afirmou ao 247 que o governador do Maranhão, Flávio Dino, faz "um chamado à razão, ao diálogo" ao defender a candidatura de Ciro Gomes como nome de unificação da esquerda. A deputada estadual ponderou que o governador defendeu a unidade da esquerda "depois de uma semana na qual PT e Ciro se atacaram de forma desnecessária". Ela diz que as diferenças entre PC do B, PT, PSOL e o PDT de Ciro Gomes "são pequenas diante dos desafios do nosso país e de nosso campo."

Abaixo, comentário de Manuela D'Ávila:

"O mais importante da declaração do Flávio Dino é o chamado à razão, ao diálogo. Ele falou isso depois de uma semana na qual PT e Ciro se atacaram de forma desnecessária, digo isso fraternalmente. E diria mais: nossas diferenças são pequenas diante dos desafios do nosso país e de nosso campo. Estou aberta - e todos deveriam estar também - para a construção de uma saída que una o conjunto da esquerda. Eu e meu partido pensamos no Brasil em primeiro lugar, a luta pela unidade popular é a marca da nossa história de 96 anos. Eu estou me esforçando muito nesse sentido. Se não der certo, podem ter certeza, não terá sido por falta de iniciativa e boa vontade de nossa parte."

Conheça a TV 247

Mais de Poder

O presidente do PSL, deputado Luciano Bivar
Poder

PSL pode se juntar ao PP

As conversas de fusão do DEM com o PSL estão perdendo força, e Luciano Bivar, presidente da sigla, sentou à mesa com outro cacique da direita: Ciro Nogueira, o poderoso chefão do PP

Ao vivo na TV 247 Youtube 247