PSL: 'Bolsonaro ataca a democracia ao defender atos contra o Congresso'

O PSL, partido pelo qual Jair Bolsonaro foi eleito, repudiou a iniciativa do ocupante do Planalto de convocar o povo às ruas contra o Congresso Nacional em manifestações previstas para o dia 15 de março. "O PSL repudia veementemente a atitude, que fere as instituições e o equilíbrio entre os Poderes", diz a legenda no Twitter

Presidido por Luciano Bivar, o PSL critica iniciativa de Jair Bolsonaro de convocar atos contra o Congresso
Presidido por Luciano Bivar, o PSL critica iniciativa de Jair Bolsonaro de convocar atos contra o Congresso (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O PSL, partido pelo qual Jair Bolsonaro foi eleito, repudiou a iniciativa do ocupante do Planalto de convocar o povo às ruas contra o Congresso Nacional em manifestações previstas para o dia 15 de março. "O presidente Jair Bolsonaro ataca a democracia ao defender as manifestações do dia 15 de março contra o Congresso. O PSL repudia veementemente a atitude, que fere as instituições e o equilíbrio entre os Poderes", diz a legenda presidida por Luciano Bivar no Twitter.

"Bolsonaro abusa de um comportamento recorrente: em vez de debater assuntos urgentes à população e costurar o apoio às reformas, gasta energia com tentativas de desqualificar o Parlamento e o Supremo Tribunal Federal", afirma a sigla.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247