'Só não vamos fazer pacto com o diabo', diz Bolsonaro

Apesar do discurso do pré-candidato à Presidência Bolsonaro (PSL) contra os políticos tradicionais, o diretório da legenda no Pará vem tentando fechar aliança com o grupo político comandado pelo ex-ministro Helder Barbalho (MDB), que disputa a corrida sucessória pelo governo estadual; indagado sobre o assunto, Bolsonaro foi enfático: "Se o nosso foco é a cadeira presidencial, paciência", disse; "Só não vamos fazer pacto com o diabo", completou

'Só não vamos fazer pacto com o diabo', diz Bolsonaro
'Só não vamos fazer pacto com o diabo', diz Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

247 - Apesar do discurso do pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) contra os políticos tradicionais, o diretório da legenda no Pará vem tentando fechar aliança com o grupo político comandado pelo ex-ministro da Integração Nacional Helder Barbalho (MDB), que disputa a corrida sucessória pelo governo estadual. Indagado sobre o assunto durante sua viagem ao Pará, nesta quinta-feira (12). Bolsonaro foi enfático: "Se o nosso foco é a cadeira presidencial, paciência", disse. "Só não vamos fazer pacto com o diabo", completou.

Apesar de formalmente o senador Jader Barbalho, pai do ex-ministro, apoiar a candidatura do ex-ministro Henrique Meireles ao Planalto, na prática ele espera uma definição do nome que será lançado pelo PT e deixa em aberto a possibilidade de acordos para a disputa estadual.

Sobre este ponto, Bolsonaro diz que não tem participado das reuniões entre o PSL e MDB para discutir a questão e lembrou que recentemente conseguiu evitar um acordo entre sua legenda e o PCdoB em Minas Gerais.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247