Temer diz na Índia que não persegue os mais pobres

"ssas críticas [sobre o ajuste fiscal recair sobre os mais pobres], penso eu, não tem procedência, porque na verdade nós vamos caminhar muito ainda, não sabemos o que vamos fazer no futuro", disse ele, ao comentar os efeitos da PEC, que congela gastos públicos por 20 anos; "Evidentemente, se houver a necessidade de taxar os mais ricos, e até faço um parênteses, não há nenhuma perseguição aos mais pobres"; estudos do Ipea, no entanto, desmentem Temer

"ssas críticas [sobre o ajuste fiscal recair sobre os mais pobres], penso eu, não tem procedência, porque na verdade nós vamos caminhar muito ainda, não sabemos o que vamos fazer no futuro", disse ele, ao comentar os efeitos da PEC, que congela gastos públicos por 20 anos; "Evidentemente, se houver a necessidade de taxar os mais ricos, e até faço um parênteses, não há nenhuma perseguição aos mais pobres"; estudos do Ipea, no entanto, desmentem Temer
"ssas críticas [sobre o ajuste fiscal recair sobre os mais pobres], penso eu, não tem procedência, porque na verdade nós vamos caminhar muito ainda, não sabemos o que vamos fazer no futuro", disse ele, ao comentar os efeitos da PEC, que congela gastos públicos por 20 anos; "Evidentemente, se houver a necessidade de taxar os mais ricos, e até faço um parênteses, não há nenhuma perseguição aos mais pobres"; estudos do Ipea, no entanto, desmentem Temer (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O presidente Michel Temer negou que a PEC 241, que congela gastos públicos por 20 anos, sobretudo de programas sociais, represente uma perseguição aos mais pobres.

"O primeiro ponto que nós cogitamos foi, precisamente, a contenção do gasto público. E essas críticas [sobre o ajuste fiscal recair sobre os mais pobres], penso eu, não tem procedência, porque na verdade nós vamos caminhar muito ainda, não sabemos o que vamos fazer no futuro", disse ele.

"Evidentemente, se houver a necessidade de taxar os mais ricos, e até faço um parênteses, não há nenhuma perseguição aos mais pobres", continuou.

Estudos do Ipea, no entanto, desmentem Temer (saiba mais aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247