Vanessa Grazziotin: sozinha, a esquerda não vai a lugar algum

Em entrevista à TV 247, a ex-senadora Vanessa Grazziotin afirmou que a esquerda precisar restabelecer o diálogo com outros setores políticos; ela também disse que os governos do PT sofreram pressão da mídia tradicional contra a democratização dos meios de comunicação; assista

Vanessa Grazziotin: sozinha, a esquerda não vai a lugar algum
Vanessa Grazziotin: sozinha, a esquerda não vai a lugar algum

247 - A ex-senadora Vanessa Grazziotin afirmou que a esquerda precisa restabelecer o diálogo com o centro e a direita política e contou que a mídia tradicional pressionou os governos petistas contra a democratização dos meios de comunicação.

Para ela, esquerda precisa dos outros setores políticos para avançar com suas pautas no governo. "A gente tem que restabelecer porque eu acho que sozinhos, nós da esquerda, não vamos a lugar nenhum. A gente critica 'Lula poderia ter avançado ali' e 'a Dilma podia ter feito mais', agora vamos voltar à realidade. O presidente Lula quando se elegeu presidente da República ele elegeu uns 120 parlamentares na Câmara, a presidente Dilma também, então nós que governamos o país nunca tivemos a maioria no Congresso".

Ela contou que aos grandes veículos de comunicação pressionaram os governos petistas contra a democratização da mídia. "Quando a gente falava na democratização dos meios de comunicação logo a TV, os rádios, ou seja, os meios de comunicação tradicionais diziam: 'eles querem controlar os meios de comunicação, regular', aí vinha um recuo. Isso foi um erro, na realidade o que nós queríamos e queremos é exatamente a democratização, o espaço para todos".

Vanessa Grazziotin, ao lado do ex-senador Lindbergh Farias, agora tem um canal no YouTube chamado "À Esquerda". Ela comentou sobre a criação do novo veículo de informação. "Acho que o Lindbergh desde a hora que saiu do Senado começou a pensar neste canal. Ele me convidou e eu não pensei duas vezes, e nós, por meio deste exemplo, queremos mostrar que a resistência não pode ser feita com um brigando com o outro, a resistência tem que ser feita por todos e nós da esquerda, unidos, temos que buscar ampliar".

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247