Agnelo afirma que deixará governo de cabeça erguida e ataca Rollemberg

Diante da crise orçamentária do Distrito Federal, o governador Agnelo Queiroz (PT) afirmou que entregará o governo dentro da normalidade e criticou duramente o futuro chefe do Executivo Rodrigo Rollemberg (PSB), a quem chamou de "autoritário e antidemocrático"; ao falar sobre o sucessor, Agnelo foi taxativo: "Será o maior estelionato eleitoral que a cidade já viu"; segundo a equipe de transição de Rollemberg, o GDF tem um rombo de R$ 3,8 bilhões nas contas públicas, estatística criticada por Agnelo, para quem este déficit é uma "ficção"

Diante da crise orçamentária do Distrito Federal, o governador Agnelo Queiroz (PT) afirmou que entregará o governo dentro da normalidade e criticou duramente o futuro chefe do Executivo Rodrigo Rollemberg (PSB), a quem chamou de "autoritário e antidemocrático"; ao falar sobre o sucessor, Agnelo foi taxativo: "Será o maior estelionato eleitoral que a cidade já viu"; segundo a equipe de transição de Rollemberg, o GDF tem um rombo de R$ 3,8 bilhões nas contas públicas, estatística criticada por Agnelo, para quem este déficit é uma "ficção"
Diante da crise orçamentária do Distrito Federal, o governador Agnelo Queiroz (PT) afirmou que entregará o governo dentro da normalidade e criticou duramente o futuro chefe do Executivo Rodrigo Rollemberg (PSB), a quem chamou de "autoritário e antidemocrático"; ao falar sobre o sucessor, Agnelo foi taxativo: "Será o maior estelionato eleitoral que a cidade já viu"; segundo a equipe de transição de Rollemberg, o GDF tem um rombo de R$ 3,8 bilhões nas contas públicas, estatística criticada por Agnelo, para quem este déficit é uma "ficção" (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – Diante da crise orçamentária do Distrito Federal, o governador Agnelo Queiroz (PT) afirmou que entregará o governo dentro da normalidade e criticou duramente o futuro chefe do Executivo Rodrigo Rollemberg (PSB), a quem chamou de "autoritário e antidemocrático". Ao falar sobre o sucessor, Agnelo foi taxativo: "Será o maior estelionato eleitoral que a cidade já viu".

Segundo a equipe de transição de Rollemberg, o GDF tem um rombo de R$ 3,8 bilhões nas contas públicas, estatística criticada por Agnelo, para quem este déficit é uma "ficção". "O povo vai ver o maior estelionato eleitoral da história da nossa cidade", disse o petista ao Correio Braziliense.

"Eu o desafio a mostrar onde está esse rombo. Nessa atitude, percebo claramente um objetivo de jogar uma cortina de fumaça por quem sabe que não tem como cumprir as promessas de campanha. Depois, ele vai dizer que pegou esse déficit para justificar as medidas impopulares que pretende tomar", acrescentou.

Sobre o novo secretariado, Agnelo criticou a extinção da pasta de Transparência. "Ele (Rollemberg) acabou com a pasta da Transparência, que criamos e é a mais bem equipada do país. A ausência do tema mostra o tom das prioridades do seu governo", afirmou.

De acordo com o petista, "acabar com a pasta é acabar com o enfrentamento ao crime organizado. Por não ter status de secretaria, o chefe dessa futura controladoria-geral não vai poder tratar em igualdade com os outros órgãos".

"Por ter diminuído a força política do assunto, a população vai sentir um golpe violento na transparência das contas públicas. Ele também diz que irá criar um conselho de transparência. Mas isso nós fizemos", afirmou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247