OAB pede que Moraes reconsidere multa a advogado de Silveira, acusado de 'abusar do direito de recorrer'

OAB explica que o advogado apenas cumpria sua função, “buscando a melhor defesa dos direitos de seu representado”

www.brasil247.com - Alexandre de Moraes
Alexandre de Moraes (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)


247 - A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pediu que o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) reconsidere  a multa aplicada ao advogado do deputado federal Daniel Silveira (PTB), Paulo César Rodrigues de Faria, que multado em R$ 2 mil por "abusar do direito de recorrer".

Moraes diz que a defesa do deputado bolsonarista agiu de má-fé ao protocolar diversos recursos com o objetivo de adiar o julgamento. No entanto, a OAB explica que o advogado apenas cumpria sua função, “buscando a melhor defesa dos direitos de seu representado”.

Por isso, a OAB defende a suspensão da multa como algo "salutar, recomendável e de interesse de toda a classe", explicando também que o Código de Processo Civil impede "a aplicação de multa aos advogados por atos praticados em juízo".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“É de se reconhecer a impossibilidade de condenação do advogado ao pagamento de multa, seja de qual espécie for, uma vez que o causídico não integra a relação processual e a aplicação da referida penalidade é restrita aos litigantes ou demais partes”, diz manifestação da OAB, assinada por Beto Simonetti, presidente da entidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email