Oposição e nomes do Centrão pressionam Maia a instalar CPI da Vaza Jato

O grupo de deputados que obteve 175 assinaturas para levar adiante uma CPI da Vaza Jato pressiona agora o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), para instalá-la. Maia afirmou que ainda não leu o texto do requerimento e evitou uma posição sobre o assunto. “CPI precisa de fato determinado. Apenas isso”, disse ele.

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

247 - O grupo de deputados que obteve 175 assinaturas para levar adiante uma CPI da Vaza Jato pressiona agora o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), para instalá-la. Maia afirmou que ainda não leu o texto do requerimento e evitou uma posição sobre o assunto. “CPI precisa de fato determinado. Apenas isso”, disse ele.

A reportagem do jornal El País destaca que "de acordo com o requerimento de criação da CPI, o objetivo é investigar 'a violação dos princípios constitucionais e do Estado Democrático de Direito, em razão da suposta articulação entre os Membros da Procuradoria da República no Paraná e o então Juiz Sergio Moro da 13ª Vara Federal de Curitiba, tornadas públicas pelo site The Intercept no mês de junho do corrente ano'.”

A matéria informa que "o líder da Maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP), diz que a instalação da CPI vai ser discutida com Maia em reunião do colégio de líderes partidários. O deputado Orlando Silva (PCdoB), um dos articuladores, diz que houve adesão de parlamentares não só da habitual oposição (PSOL, PDT, PT, PCdoB,PSB), mas também de PP, PMDB, PSD, PTB e Solidariedade. “A oposição sozinha seria incapaz de colher essas assinaturas. Há um desejo de esclarecer os fatos revelados, que são muito graves”, afirmou Silva."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247