Senadores do PT não vão a jantar com Meirelles

Os dez senadores do PT decidiram não ir ao jantar que será realizado na noite desta terça (28), pelo presidente do Senado, Renan Calheiros para o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; "Não vamos ao jantar porque não reconhecemos o governo interino como legítimo", afirmou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), oficializado nesta terça como líder da oposição no Senado

Os dez senadores do PT decidiram não ir ao jantar que será realizado na noite desta terça (28), pelo presidente do Senado, Renan Calheiros para o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; "Não vamos ao jantar porque não reconhecemos o governo interino como legítimo", afirmou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), oficializado nesta terça como líder da oposição no Senado
Os dez senadores do PT decidiram não ir ao jantar que será realizado na noite desta terça (28), pelo presidente do Senado, Renan Calheiros para o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; "Não vamos ao jantar porque não reconhecemos o governo interino como legítimo", afirmou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), oficializado nesta terça como líder da oposição no Senado (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os dez senadores do PT decidiram não ir ao jantar que será realizado na noite desta terça (28), pelo presidente do Senado, Renan Calheiros para o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

"Não vamos ao jantar porque não reconhecemos o governo interino como legítimo", afirmou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), oficializado nesta terça como líder da oposição no Senado.

A posição do partido foi fechada em uma reunião realizada nesta segunda (27) com o presidente da legenda, Rui Falcão. Outros opositores também não deverão comparecer ao evento, como a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Renan destacou que o encontro com Meirelles vai ser importante para a retomada da Agenda Brasil para definir as prioridades do governo para a pauta do Congresso.

"Nesse encontro vamos conversar sobre a conjuntura econômica, as perspectivas e é, na verdade, o primeiro encontro de alguns senadores com o ministro", disse.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247