Vacinação contra gripe vai até dia 1º de junho

Meta no Distrito Federal é vacinar 322 mil pessoas; idosos, crianças de até dois anos, gestantes e indígenas devem procurar os postos de saúde

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasília - As pessoas que ainda não se vacinaram contra a gripe ganharam mais uma semana para procurar os postos de saúde. Isso porque o encerramento da 14ª Campanha de Vacinação contra Influenza no Distrito Federal, previsto para amanhã (25), foi prorrogado até o dia 1º de junho para possibilitar que mais pessoas sejam imunizadas.

De acordo com a Secretaria de Saúde do DF (SES), até as 12h desta quinta-feira (24), 196.614 brasilienses foram vacinados, o equivalente a 60,96%. A meta da secretaria é imunizar 80% de um contingente de 322.525 pessoas – crianças de seis meses a dois anos de idade, gestantes, trabalhadores de saúde e maiores de 60 anos.

A gerente de Vigilância Epidemiológica e Imunização da SES, Cristina Segatto, informou que apenas o segmento dos trabalhadores da Saúde atingiu 100% de cobertura. Em segundo lugar, ficaram as pessoas com mais de 60 anos, com 59,82%; em seguida, as crianças entre seis meses de vida e dois anos de idade, com 53,63%; e, por último, as gestantes, com 46,42%, o que era previsto, já que no ano passado apenas 51% desse grupo foi imunizado.

De acordo com Cristina, a expectativa é de que os grupos de idosos e crianças ultrapassem a meta este ano. "Uma das nossas maiores preocupações são as gestantes, pois é a parte da população que ainda tem medo do que a imunização pode causar ao bebê. Mas elas devem saber que a vacina é eficaz e não causa nenhum dano à criança. Muito pelo contrário, ela protege as duas vidas ao mesmo tempo", enfatiza a gerente.

A expectativa da Secretaria de Saúde é imunizar 258.020 pessoas, número que corresponde a 80% do público-alvo. Ao todo, 52.716 crianças, 26.358 gestantes, 158.090 mil idosos e 20.855 trabalhadores da Saúde devem receber a proteção. Serão distribuídas 350 mil doses de vacinas para toda a rede pública de saúde.

Cuidados

Um dos componentes da vacina é o ovo de galinha, por isso a Secretaria de Saúde alerta que alérgicos a esse alimento não podem ser imunizados. Pode haver reações adversas, como dor muscular, pois a vacina é aplicada via intramuscular. Pessoas que apresentarem doença febril moderada ou grave devem adiar a vacinação. Crianças que estão recebendo a imunização pela primeira vez devem tomar duas doses, com intervalo mínimo de 21 dias.

A ideia de que se pode ficar gripado após receber a dose trata-se de um mito, pois a vacina contém vírus mortos ou apenas partes dele que não conseguem causar gripe. Em adultos saudáveis, a vacina começa a surtir efeito entre duas e três semanas. A proteção contra a gripe dura de seis meses a um ano.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247