Nomeado por Salles, superintendente do Ibama cancela multa e libera obras de resort

Nomeado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para comandar o Ibama na Bahia, o superintendente Rodrigo Santos Alves liberou obras de um resort de luxo em uma praia conhecida pela procriação de tartarugas marinhas. Ele retirou uma multa superior a R$ 7 milhões que havia sido aplicada pelos técnicos do Ibama

Ricardo Salles e obra do hotel
Ricardo Salles e obra do hotel (Foto: MMA | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Nomeado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para comandar o Ibama na Bahia, o superintendente Rodrigo Santos Alves liberou obras de um resort de luxo na areia da Praia do Forte, região conhecida pela procriação de tartarugas marinhas. 

Ele retirou uma multa de R$ 7,5 milhões que havia sido aplicada pelos técnicos do Ibama contra o hotel e anulou a decisão que paralisava a obra. As diárias do hotel vão de R$ 1,5 mil a R$ 7 mil.

O aliado do ministro é sócio de uma empresa imobiliária, que atua na oferta de imóveis de luxo no litoral. Os relatos foram publicados em reportagem do jornal O Estado de S.Paulo.

O muro de gabião começou a ser instalado em uma faixa da areia, diretamente na praia, diante das instalações do hotel.

De acordo com especialistas ambientais, esse tipo de estrutura, submersa, enterrada na areia, compromete a procriação das tartarugas, que precisam ir à margem para desovar. 

O superintendente Rodrigo Alves licenciou "a obra de construção de muro dentro dos limites do imóvel" e considerou "o baixo impacto ambiental da obra, a importância socioeconômica do empreendimento".

O Tivoli Ecoresort faz parte do Grupo Hoteleiro Minor Hotels, que opera 13 propriedades em Portugal, Brasil e Qatar. É um dos maiores grupos hoteleiros do mundo. 

Em nota, a empresa disse que o objetivo da obra é conter o avanço do mar sobre a estrutura do hotel.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247