Policiais mataram adolescente de 13 anos no Ceará em 'legítima defesa', diz PM

A Polícia Militar do Ceará afirmou que os policiais envolvidos na morte de Mizael Fernandes da Silva, 13 anos, atiraram contra o adolescente em “legítima defesa própria e de terceiros”. O jovem foi baleado dentro da própria casa em Chorozinho (CE)

Mizael Fernandes da Silva
Mizael Fernandes da Silva (Foto: Wânyffer Monteiro/SVM)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Militar do Ceará afirmou que os dois policiais envolvidos na morte de Mizael Fernandes da Silva, 13 anos, em 1º de julho, atiraram contra o adolescente em “legítima defesa própria e de terceiros”. A investigação foi concluída no dia 24 de agosto deste ano, mas estava sob sigilo de Justiça até o dia 29 de setembro.

O jovem foi baleado dentro da própria casa por arma de fogo durante uma intervenção policial em Chorozinho, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Em 25 de setembro, a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) indiciou um policial por homicídio. 

De acordo com a família, os PMs entraram na residência e mandaram que todos saíssem do local.

A PM concluiu que Mizael estava armado e não queria soltar um revólver, o que motivou os disparos dos policiais.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247