Prateleiras desabam em supermercado e matam uma pessoa no MA (vídeo)

Prateleiras desabaram em um supermercado em São Luís, no Maranhão. Pelo menos uma pessoa morreu. O MP-MA vai instaurar inquérito para investigar o acidente

Prateleiras desabam e geram pânico em atacado de São Luís (MA)
Prateleiras desabam e geram pânico em atacado de São Luís (MA) (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Prateleiras cheias de produtos desabaram em um supermercado e matou ao menos uma pessoa na noite desta sexta-feira (2), em São Luís, no Maranhão, informou o Corpo de Bombeiros do Estado. Outras oito pessoas ficaram feridas. O caso aconteceu no atacadão Mix Mateus Atacarejo.

De acordo com os bombeiros, a operação de resgate no local durou mais de 11 horas e envolveu 14 viaturas dos bombeiros, 144 bombeiros militares e 131 bombeiros civis, além de ambulâncias e viaturas de outros órgãos.

Em nota, o Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA) informou neste sábado (3) que vai instaurar um inquérito com o objetivo de apurar as causas do desabamento. 

"Sobre o acidente ocorrido na noite de sexta-feira (2), no Mix Mateus Atacarejo, no bairro Vinhais, em São Luís, o Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA) informa que irá instaurar inquérito civil para apurar as causas", disse o órgão. 

"O órgão ministerial ressalta que envidará esforços para que ocorra o cumprimento rigoroso das normas de saúde e segurança de trabalho a fim de evitar novos acidentes. O MPT-MA se solidariza com familiares e amigos das vítimas e reforça seu compromisso de atuar na defesa dos direitos trabalhistas e na garantia de um meio ambiente de trabalho seguro e saudável".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247