Gabriel Monteiro, youtuber do MBL, é expulso da PM-RJ por deserção

O youtuber Gabriel Monteiro, conhecido por se envolver em diversas polêmicas nas redes sociais, completou mais de oito dias de ausência na PM-RJ, crime de deserção previsto no artigo 187 do Código Penal Militar. Ele responde a mais de 70 faltas disciplinares e chegou até a encenar um assalto na capital fluminense

Youtuber Gabriel Monteiro
Youtuber Gabriel Monteiro (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O youtuber Gabriel Monteiro, conhecido por se envolver em diversas polêmicas nas redes sociais, foi expulso da Polícia Militar do Rio de Janeiro por deserção. Ele era lotado no 34º BPM (Magé) e faltou o serviço para o qual foi escalado no dia 22 de julho deste ano. Continuou até o dia 31 sem dar qualquer satisfação à corporação e completou mais de oito dias de ausência, crime de deserção previsto no artigo 187 do Código Penal Militar. 

A decisão foi publicada no boletim da PM nesta terça-feira (5), de acordo com informações do jornal Extra.

No dia 31 de julho, o youtuber, que responde a mais de 70 faltas disciplinares, encenou um assalto no bairro da Lapa, na capital fluminense ao confrontar ativistas que pediam o fim da militarização das polícias. A denúncia foi feita pela ativista e socióloga Pê Cholodoski.

"O PM Gabriel Monteiro acabou de mentir pra mim na Lapa disfarçado com uma equipe simulando uma entrevista pedindo o fim da polícia militar. No meio, ele fingiu um assaltou e mandou eu chamar a polícia para poder provar o ponto dele. Eu to com ódio", disse ela. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247