Gestão Bruno Covas fecha centro de atendimento LGBT em São Paulo

O Centro de Referência e Defesa da Diversidade (CRD) deve fechar as portas por causa dos cortes de verbas promovido pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas; criado em 2008, o centro atende cerca de mil pessoas LGBT por mês e promove acolhimento e reinserção social

(Foto: Prefeitura de São Paulo | Reuters)

247 - O Centro de Referência e Defesa da Diversidade (CRD) deve fechar as portas nesta segunda-feira (1) por causa dos cortes de verbas promovido pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas. Criado em 2008, o centro atende cerca de mil pessoas LGBT por mês e promove acolhimento e reinserção social. O CRD possui uma verba anual de R$ 1,1 milhão, repassada para a organização Pela Vidda, que presta contas mensalmente. 

Em nota, a secretaria de Desenvolvimento Social afirmou que o centro será fechado porque “a secretaria de Direitos Humanos tem a mesma finalidade”. Segundo a prefeitura os atendimentos continuarão em outro serviço.

Leia a íntegra na Revista Forum 

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247