"Não bebam a Belorizontina, qualquer que seja o lote", adverte diretora de marketing da Backer

"Eu não sei o que está acontecendo", acrescentou Paula Lebbos, diretora de marketing da Backer, em seu pedido para que consumidores não bebam a cerveja Belorizontina, que já teve três lotes contaminados

Paula Lebbos
Paula Lebbos (Foto: Reprodução/TV Globo)

247 - A diretora de marketing da cervejaria Backer, responsável pela produção da cerveja Belorizontina, pediu para que os consumidores não bebam o produto. Três lotes da bebida estavam contaminados com substâncias tóxicas, de acordo com a Polícia Civil. 

"O que estou pedindo é que não bebam a [cerveja] Belorizontina, qualquer que seja o lote. Eu não sei o que está acontecendo", disse.

Ela ainda advertiu que o aviso se estende à cerveja Capixaba, que é produzida no mesmo tanque da Belorizontina e contém a mesma fórmula da Belorizontina.

Paula pediu para que as cervejarias artesanais não sejam condenadas pelo que acontece atualmente com a Backer. "O mercado cervejeiro não pode ser indiciado".

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247