Para barrar Russomanno, campanha de Bruno Covas vai pedir voto útil contra Bolsonaro

A campanha do atual prefeito de São Paulo Bruno Covas, candidato à reeleição, quer promover um movimento suprapartidário e reforçar o voto útil contra Bolsonaro, a fim de deter Celso Russomanno, seu principal concorrente até agora, segundo as pesquisas

Bruno Covas e Russomanno
Bruno Covas e Russomanno (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Aliados do prefeito de São Paulo Bruno Covas, candidato à reeleição, estimulam um movimento para capturar o voto útil contra Bolsonaro, a fim de deter a ascensão de Celso Russomanno, que desponta em primeiro lugar nas pesquisas.

A ideia em voga no entorno de Bruno Covas é firmar a narrativa de que sua campanha é um movimento maior, que ultrapassa alianças partidárias e aglutina também setores da sociedade com diferentes ideologias e sem preferências partidárias. 

Covas está em segundo lugar no Datafolha, com 20% das intenções de voto. À frente, com 29%, Russomanno se apresenta como o candidato de Bolsonaro e vem recebendo acenos públicos do presidente.

A ideia de congregar forças e deixar diferenças políticas de lado em nome de uma causa tem sido comparada ao espírito dos movimentos suprapartidários lançados neste ano de oposição a Bolsonaro, como o Estamos Juntos e o Somos 70%, informa o jornalista Joelmir Tavares na Folha de S.Paulo.

Os defensores dessa estratégia preveem que Covas enfrentará Russomanno no segundo turno e terá que reforçar a imagem de candidato do centro, o que implica aprofundar o diálogo com a direita não bolsonarista e a esquerda. 

Até agora, a campanha de Covas continua priorizando temas locais, em uma tentativa de evitar a nacionalização da disputa municipal. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247