PMs espancam jovens com socos em dispersão de baile funk em SP

Policiais militares foram flagrados agredindo jovens em São Paulo durante ação na noite de domingo (6), no feriado prolongado da Independência, ao dispersar pessoas de um baile funk que ocorria em Osasco, São Paulo

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - Uma equipe da Polícia Militar foi flagrada, nesse domingo (6/9), agredindo jovens durante a dispersão de um baile funk que ocorria em Osasco, na região metropolitana de São Paulo. As informações são do Uol.

Nas imagens que circulam nas redes sociais, é possível ver um rapaz sendo agredido com vários socos na região do rosto. Enquanto o jovem era espancado, uma multidão corria assustada. Veja:

O vídeo ainda mostra que a maioria dos participantes do baile não utilizavam máscaras contra a disseminação do coronavírus. A PM afirmou que analisa as imagens para identificar os policias envolvidos na ação e que “apura as circunstâncias”.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que, desde o início da pandemia, presta apoio aos órgãos municipais na fiscalização. “Os pancadões, que começam com infrações administrativas municipais, dentre elas, som alto, comércio irregular de bebidas e show não autorizado, caminham rapidamente para o crime, motivo da intervenção policial”, informou.

Ainda segundo a pasta, de janeiro a setembro deste ano, 903 pessoas foram presas, 266 procurados recapturados, 114 armas de fogo e 361 kg de drogas apreendidas, e 1.941 autuações de trânsito em ações contra “pancadões” em São Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email