Rio é sede de etapa do Mundial de Surf

A praia da Barra da Tijuca, na altura do posto 2, é o palco principal da quarta etapa do Circuito Mundial de Surfe Profissional com a realização do Oi Rio Pro, que acontece até o próximo dia 22; o Rio de Janeiro completa 25 anos como sede de uma das etapas da competição num momento de maré favorável para o esporte: sete surfistas do País participam do grupo de elite que reúne os 34 melhores do mundo do World Championship Tour (WCT), entre eles o atual campeão mundial, Gabriel Medina. A disputa irá reunir ainda todas as grandes estrelas do esporte, como Kelly Slater, Mick Fanning, Joel Parkinson, Taj Burrow, Jordy Smith, John John Florence e Julian Wilson

A praia da Barra da Tijuca, na altura do posto 2, é o palco principal da quarta etapa do Circuito Mundial de Surfe Profissional com a realização do Oi Rio Pro, que acontece até o próximo dia 22; o Rio de Janeiro completa 25 anos como sede de uma das etapas da competição num momento de maré favorável para o esporte: sete surfistas do País participam do grupo de elite que reúne os 34 melhores do mundo do World Championship Tour (WCT), entre eles o atual campeão mundial, Gabriel Medina. A disputa irá reunir ainda todas as grandes estrelas do esporte, como Kelly Slater, Mick Fanning, Joel Parkinson, Taj Burrow, Jordy Smith, John John Florence e Julian Wilson
A praia da Barra da Tijuca, na altura do posto 2, é o palco principal da quarta etapa do Circuito Mundial de Surfe Profissional com a realização do Oi Rio Pro, que acontece até o próximo dia 22; o Rio de Janeiro completa 25 anos como sede de uma das etapas da competição num momento de maré favorável para o esporte: sete surfistas do País participam do grupo de elite que reúne os 34 melhores do mundo do World Championship Tour (WCT), entre eles o atual campeão mundial, Gabriel Medina. A disputa irá reunir ainda todas as grandes estrelas do esporte, como Kelly Slater, Mick Fanning, Joel Parkinson, Taj Burrow, Jordy Smith, John John Florence e Julian Wilson (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Prefeitura do Rio - Desde essa segunda-feira (11/05), a praia da Barra da Tijuca, na altura do posto 2, é o palco principal da quarta etapa do Circuito Mundial de Surfe Profissional com a realização do Oi Rio Pro, que acontece até o próximo dia 22. O Rio de Janeiro completa 25 anos como sede de uma das etapas da competição num momento de maré favorável para o esporte: sete surfistas do país participam do grupo de elite que reúne os 34 melhores do mundo do World Championship Tour (WCT), entre eles o atual campeão mundial, Gabriel Medina. A disputa irá reunir ainda todas as grandes estrelas do esporte, como Kelly Slater, Mick Fanning, Joel Parkinson, Taj Burrow, Jordy Smith, John John Florence e Julian Wilson.

O paulista Gabriel Medina é o primeiro brasileiro campeão mundial desde 1976, quando surgiu a competição entre os maiores nomes do esporte no mundo. Após uma bem sucedida campanha, o jovem atleta de 21 anos trouxe o título inédito para o Brasil depois de competir em pé de igualdade com seus ídolos de infância. Completam o time brasileiro os atletas Filipe Toledo, Miguel Pupo, Wiggolly Dantas, Jadson André, Italo Ferreira e Adriano de Souza, o Mineirinho.

As mulheres também vão fazer um belo espetáculo no mar da Barra, mas a competição terá apenas uma representante brasileira na disputa, a cearense Silvana Lima.

A etapa carioca do WCT é tida como uma das mais tradicionais e importantes do mundial. Em 1992, na Barra da Tijuca, o maior ídolo do esporte de todos os tempos, Kelly Slater, confirmou o primeiro dos seus onze títulos mundiais. Já o australiano Mark Occhilupo, em 1999, e o havaiano Sunny Garcia, em 2000, também garantiram os seus únicos troféus de melhor surfista do mundo no Brasil. Mais recentemente, foi na etapa brasileira do WCT na Barra da Tijuca que o australiano Joel Parkinson deu a arrancada para conquistar o título mundial de 2012, com o vice-campeonato na final contra o havaiano John John Florence.

O evento é realizado pela Prefeitura do Rio, por meio da Riotur, e também conta com o patrocínio ou apoio do Governo do Estado e das empresas Oi, Samsung, Corona, Jeep, GoPro, Coppertone e Guaraná Antarctica.

Apesar do término da competição estar previsto para o dia 22, a competição pode acabar em apenas seis dias, de acordo com o tempo e, claro, com as ondas. A comissão técnica se reúne sempre nas primeiras horas de cada manhã para analisar as condições do mar e decidir se haverá competição, o local das baterias e qual categoria abrirá a competição naquele dia.

O evento terá transmissão ao vivo pelo site www.worldsurfleague.com.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247