Embargos da defesa de Lula: Gebran Neto pede pressa a Moro

O desembargador João Gebran Neto, do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), deu três dias para o juiz Sergio Moro julgar os embargos da defesa de Lula que pedem a liberação das aplicações de Marisa Letícia, morta no ano passado; a ação contra foi Marisa foi extinta, mas o desbloqueio da conta inexplicavelmente não foi autorizado

Gebran
Gebran (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O desembargador João Gebran Neto, do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), deu três dias para o juiz Sergio Moro julgar os embargos da defesa de Lula que pedem a liberação das aplicações de Marisa Letícia, morta no ano passado. A ação contra foi Marisa foi extinta, mas o bloqueio da conta não.

“Os embargos foram apresentados em 16 de janeiro, mas até agora não foram apreciados por Moro. Na liminar que concedeu, Gebran lembra que a Constituição “estabelece que a todos, no âmbito judicial e administrativo, são assegurados a razoável duração do processo e os meios que garantam a celeridade de sua tramitação”.

Os recursos atribuídos a Marisa, segundo a defesa, pagavam despesas da família como escola dos netos e planos de saúde.”

Leia mais aqui.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247