Rocha Loures, o homem da mala de Temer, deve fechar ainda hoje sua delação

Deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), flagrado pela Polícia Federal recebendo uma mala com R$ 500 mil em propina da JBS cujo destinatário era Michel Temer, avançou no processo de delação premiada que pretende firmar com o Ministério Público Federal; nesta quinta-feira, 25, representantes do deputado e procuradores se reúnem para acertar os termos da colaboração, que pode ser o tiro de misericórdia no que restava de Michel Temer; Loures devolveu à Justiça os R$ 35 mil que faltaram quando ele entregou às autoridades a mala com a propina da JBS

Deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), flagrado pela Polícia Federal recebendo uma mala com R$ 500 mil em propina da JBS cujo destinatário era Michel Temer, avançou no processo de delação premiada que pretende firmar com o Ministério Público Federal; nesta quinta-feira, 25, representantes do deputado e procuradores se reúnem para acertar os termos da colaboração, que pode ser o tiro de misericórdia no que restava de Michel Temer; Loures devolveu à Justiça os R$ 35 mil que faltaram quando ele entregou às autoridades a mala com a propina da JBS
Deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), flagrado pela Polícia Federal recebendo uma mala com R$ 500 mil em propina da JBS cujo destinatário era Michel Temer, avançou no processo de delação premiada que pretende firmar com o Ministério Público Federal; nesta quinta-feira, 25, representantes do deputado e procuradores se reúnem para acertar os termos da colaboração, que pode ser o tiro de misericórdia no que restava de Michel Temer; Loures devolveu à Justiça os R$ 35 mil que faltaram quando ele entregou às autoridades a mala com a propina da JBS (Foto: Aquiles Lins)

Paraná 247 - O deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), flagrado pela Polícia FEderal recebendo uma mala com R$ 500 mil em propina da JBS cujo destinatário era Michel Temer, avançou no processo de delação premiada que pretende firmar com o Ministério Público Federal. 

Nesta quinta-feira, 25, representantes do deputado e procuradores se reúnem para acertar os termos da colaboração, que pode ser o tiro de misericórdia no que restava de Michel Temer. 

Segundo o Valor Pro, serviço de informações do Valor Econômico, os advogados de Rocha Loures vão apresentar pessoalmente o portfólio do cliente: contar o que sabe e mostrar documentos para comprovar os relatos. 

Também nessa quinta-feira, Rocha Loures devolveu os R$ 35 mil que faltavam para completar o montante de R$ 500 mil que estavam na mala da JBS. Na última segunda-feira, ele entregou à Polícia Federal (PF) uma mala com apenas R$ 465 mil.

"Rodrigo Santos da Rocha Loures, por seus advogados, nos autos da ação cautelar nº 4328, vem perante Vossa Excelência informar que realizou na data de ontem o depósito judicial de R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais), quantia esta relacionada à investigação conduzida nos autos do inquérito nº 4483, conforme guia de depósito judicial ora apresentada (doc. 1). O referido montante encontra-se depositado na conta nº 86400176-5, agência nº 3133, da Caixa Econômica Federal", diz trecho do documento.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247