América latina

Celso Amorim: bloqueio dos EUA a Cuba é "absurdo" e precisa acabar

Segundo o ex-chanceler, o encontro de Lula com o mandatário cubano, Miguel Díaz-Canel, marca a normalização da relação entre Brasil e Cuba

www.brasil247.com - Díaz-Canel e Lula
Díaz-Canel e Lula (Foto: Ricardo Stuckert)


247 - Assessor especial do presidente Lula (PT) para assuntos internacionais, o ex-chanceler Celso Amorim afirmou a jornalistas após a reunião do mandatário brasileiro com o presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, que os bloqueios econômicos impostos pelos Estados Unidos à ilha são "absurdos" e precisam acabar.

Ele afirmou que o encontro entre Lula e Díaz-Canel representa a normalização da relação entre Brasil e Cuba.

Sobre a possível retomada do Mais Médicos - programa lançado no governo Dilma Rousseff (PT) que previa o envio de médicos cubanos ao Brasil em troca de um pagamento do governo brasileiro à ilha -, Amorim afirmou que o assunto não foi tratado entre os presidentes ou que pelo menos "não escutou" nenhum comentário sobre o tema.

O ex-chanceler foi perguntado se o Brasil emitirá repreensões a Cuba por supostas violações aos direitos humanos e negou: "não é nosso papel".

Após a reunião com Lula, o presidente cubano, pelas redes sociais, disse que a Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos) une países que sofrem com a desigualdade social para avançar para o desenvolvimento sustentável.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247