América latina

Cuba agradece apoio de progressistas europeus na luta contra bloqueio dos EUA

Parlamento Europeu realiza fórum em que o bloqueio foi rechaçado

www.brasil247.com - Bruno Rodríguez, chanceler de Cuba
Bruno Rodríguez, chanceler de Cuba (Foto: Prensa Latina)


247 - O chanceler cubano, Bruno Rodríguez, agradeceu o repúdio ao bloqueio econômico, financeiro e comercial dos Estados Unidos manifestado nesta quarta-feira (16) em evento protagonizado por eurodeputados, organizações de solidariedade e cubanos residentes no exterior.

O fórum realizado no Parlamento Europeu sob a organização do grupo de esquerda no Parlamento Europeu qualificou de crime o bloqueio que Washington mantém contra a ilha há mais de seis décadas e pediu solidariedade à nação antilhana, informa a Prensa Latina.

O bloqueio constitui uma medida que afeta os cubanos desde o momento em que nascem até morrer, desde o momento em que se levantam até se deitarem e em todos os aspectos de suas vidas, afirmou o eurodeputado espanhol Manuel "Manu" Pineda.

Ele também pediu para ir além da solidariedade política para acompanhar o país caribenho em seus esforços de desenvolvimento e aliviar as consequências do cerco dos Estados Unidos.

A reunião, que reuniu representantes de associações de solidariedade de várias nações europeias, residentes e diplomatas cubanos, os deputados cubanos Félix Martínez e Enrique Alemán expôs os danos diários causados ​​pela hostilidade de Washington.

Martínez, que preside a Comissão de Assuntos Econômicos da Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba (parlamento), abordou em particular o endurecimento do cerco nos últimos anos, que incluiu a aplicação de 243 novas medidas pelo governo de Donald Trump (2017-2021).

Por sua vez, Alemán destacou em seu discurso o compromisso da sociedade civil da nação caribenha com a defesa da soberania e sua atitude inovadora e resistente ante o bloqueio e suas consequências.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247