América latina

Lula defende criação de moeda única na América Latina

"Não temos que depender do dólar", disse o ex-presidente Lula

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


ARN - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu neste sábado a criação de uma moeda única na América Latina como parte da ampliação das relações entre os países da região.

"Vamos restabelecer nossa relação com a América Latina. E se Deus quiser, vamos criar uma moeda na América Latina, porque não temos que depender do dólar", disse Lula em discurso no Congresso Eleitoral do Psol, em que o partido declarou seu apoio a sua candidatura à presidência nas eleições de outubro.

A ideia de uma moeda única latino-americana é defendida pelo economista Gabriel Galípolo, ex-presidente do Banco Fator, que colaborou com o programa do governo Lula.

Em recente artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo, assinado pelo ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, ambos promovem sua implantação, em modelo semelhante ao euro europeu, como forma de aumentar a integração regional e fortalecer a independência monetária da região.

“A criação de uma moeda sul-americana poderia impulsionar o processo de integração regional, marcado por lentidão e momentos de retrocesso, e fortalecer a soberania monetária dos países sul-americanos, que enfrentam limitações econômicas devido à fragilidade internacional de suas moedas”, diz o artigo.

A nova moeda digital sul-americana se chamaria SUR e “seria emitida por um Banco Central Sul-Americano, com capitalização inicial feita pelos países membros, proporcional às suas respectivas participações no comércio regional”, acrescenta o texto.

Para Galípolo e Haddad, a capitalização do SUR "seria feita com as reservas internacionais dos países e/ou com um imposto sobre exportações de países de fora da região. A nova moeda poderia ser utilizada para fluxos comerciais e financeiros entre países da região" .

Além disso, os países membros "receberiam uma doação inicial do SUR, de acordo com regras claras e acordadas, e seriam livres para adotá-lo nacionalmente ou manter suas moedas. As taxas de câmbio entre as moedas nacionais e o SUR seriam flutuantes".

O plano de governo de Lula ainda está em desenvolvimento e, segundo pessoas próximas ao líder de esquerda, deve ser finalizado nos próximos meses. Embora não haja definição do que será incluído no texto final, seu aval à moeda indica sua aprovação à ideia.

A proposta de Lula não é nova. Em agosto de 2021, o atual ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que uma moeda única para o Mercosul permitiria uma maior integração e uma área de livre comércio, e criaria uma moeda que poderia ser uma das “cinco ou seis moedas relevantes no mundo”.

Lula, que anunciou que confirmará sua candidatura em 7 de maio, aparece como o favorito em todas as pesquisas que antecedem as eleições de outubro, nas quais o presidente Jair Bolsonaro busca a reeleição.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247