CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
América Latina

Ministro das Relações Exteriores da Venezuela se reúne com Corpo Diplomático para explicar processo eleitoral

Reunião contou com a presença de embaixadores, representantes de organizações internacionais e encarregados de negócios na sede da Chancelaria

Yván Gil, ministro das Relações Exteriores da Venezuela (Foto: Telesur/MRE Venezuela)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Yván Gil, realizou uma reunião nesta segunda-feira (1) com o Corpo Diplomático acreditado no país com o propósito de explicar o processo eleitoral, visando as eleições presidenciais de 28 de julho.

Com a participação de embaixadores, representantes de organizações internacionais e encarregados de negócios, na Casa Amarela Antonio José de Sucre em Caracas, a sede da Chancelaria, foram passados em revista os avanços do processo eleitoral venezuelano. "Temos 13 candidatos, 37 organizações políticas, 100% das organizações políticas inscreveram um candidato para estas eleições (...) a oposição nunca teve tantas opções para exercer seu direito ao voto", explicou o ministro aos presentes.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Além disso, ele indicou que estão sendo feitos esforços "para que a verdade da Venezuela seja ouvida e contra os ataques que vêm, principalmente, dos Estados Unidos e que são orquestrados para minar nossa soberania, para atacar nosso sistema eleitoral".

Em diálogo com a imprensa ao concluir o encontro, ele compartilhou que o propósito da reunião é "que os embaixadores e encarregados de negócios possam transmitir diretamente aos seus governos a realidade do que acontece na Venezuela", e comentou que foram explicadas as leis venezuelanas, a política do país e o desenvolvimento do processo de candidaturas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Também discutimos os programas de acompanhamento internacional. Vimos que foram enviados convites para a União Europeia, as Nações Unidas, o Centro Carter, a Associação Latino-Americana de Observadores Eleitorais", indicou, e instou os Estados Unidos e os países europeus a transmitirem a informação sobre o que realmente está acontecendo na Venezuela.

Além disso, ele descreveu a reunião como extraordinária e assegurou que, apesar das ameaças e sanções contra o país, o processo eleitoral ocorrerá com base na paz.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"O processo eleitoral está progredindo bem, de acordo com o que foi publicado no boletim do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), e estamos nos encaminhando para uma festa incontestável em 28 de julho", enfatizou.

De acordo com o ministro das Relações Exteriores venezuelano, em sua conta no X, o encontro foi oportuno para reconhecer "o clima de paz que nosso país vive graças às ações de nosso governo e ao compromisso do povo em participar de novas eleições de forma protagonista, como tem feito nos últimos 25 anos".

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO