Desespero para barrar Lula em 2018 desmoraliza a já desmoralizada sentença de Moro

Bastou a Folha dizer o 'óbvio ululante', que o ex-presidente Lula poderá garantir sua candidatura em 2018, mesmo condenado em segunda instância, para bater o desespero naqueles que temem engolir [de novo] o sapo barbudo

Bastou a Folha dizer o ‘óbvio ululante’, que o ex-presidente Lula poderá garantir sua candidatura em 2018, mesmo condenado em segunda instância, para bater o desespero naqueles que temem engolir [de novo] o sapo barbudo.

Até um calouro de Direito sabe que a Lei Ficha Limpa foi bastante relativizada a ponto de o ministro do TSE Gilmar Mendes dizer que ela fora concebida por bêbados.

Retirando os excessos de Mendes, a Ficha Limpe permite que os tribunais superiores reformem decisões colegiadas de 2ª instância tais como os TRF’s da vida.

Agora, em prova de desespero, os antilulistas dizem que “Renan Calheiros pode tirar Lula da disputa em 2018”.

É a mesma Folha quem traz a fórmula de alquimia: “A ADPF 402, aquele julgamento no Supremo em que se tentou tirar Renan Calheiros do comando do Senado no ano passado, também poderá impedir Lula de concorrer.”

Esquece a Folha, porém, que Renan deu um incrível “olé” no oficial de Justiça e no próprio STF. Não só se manteve no cargo como fez uma transição rumo à oposição no Senado.

O desespero da velha mídia golpista para barrar Lula em 2018 desmoraliza a já desmoralizada sentença do juiz Sérgio Moro.

Aliás, a condenação principal da lava jato contra o ex-presidente foi a proibição de exercer funções públicas por 19 anos.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247