Moro se bolsonariza

"Depois das revelações do The Intercept a questão se inverteu. Agora é Moro quem depende de Bolsonaro; Bolsonaro é o avalista de Moro; e depender de Bolsonaro não é bom negócio, como temos visto. Apoiar alguém não é a sua especialidade"

(Foto: Reuters)

Por Alex Solnik, membro do Jornalistas pela Democracia Moro se bolsonariza

  No início, Bolsonaro dependia de Sérgio Moro.

  Moro era o avalista de seu governo.

  Era o símbolo do combate à corrupção, a sua principal falsa bandeira.

  Depois das revelações do The Intercept a questão se inverteu. Agora é Moro quem depende de Bolsonaro.

  Bolsonaro é o avalista de Moro.

 E depender de Bolsonaro não é bom negócio, como temos visto. Apoiar alguém não é a sua especialidade. Ele não é leal a ninguém. Não foi leal a Magno Malta, Paulo Marinho, Gustavo Bebbiano, general Santos Cruz... e o próximo da lista é Ônix Lorenzoni.

  Depender de Bolsonaro significa ficar refém de um universo que tem Queiróz, Adriano da Nóbrega, Flávio Bolsonaro, Michelle Bolsonaro, companhias que não são recomendáveis a um ministro da Justiça, dado o nível de envolvimento com o Judiciário.

  O ato de domingo foi a conversão de Moro. Ele se converteu ao bolsonarismo.

  O que não quer dizer que teria apoio do fuhrer se quisesse disputar o Planalto.

  Bolsonaro já avisou que vai mandá-lo ao STF logo na primeira vaga que abrir, para não haver risco de ele querer disputar a presidência da República e atrapalhar a sua reeleição.

  Moro se bolsonariza para garantir a sua vaga no Supremo.

  Mas só a terá se conseguir se segurar na cadeira de ministro.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

blog

Cabaços

Precisava de alguma aventura. Não suportava mais a bruaca martelando no seu ouvido que era um inútil. Uma ingrata que nunca trabalhou na vida. Ele não merecia. Fez intercâmbio, fritou hambúrguer...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247