Pequena carta aberta ao Presidente Lula

Se o senhor cometeu algum delito, foi muito bem feito, pois não deixou rastros que não a transformação radical de um país cabisbaixo em seus 500 anos de história, nos quais o povo foi dizimado pela fome, pela exclusão e massacrado por uma elite burra e perversa (A Elite do Atraso – de Jessé Souza)

10 05 2017 Curitiba PR Brasil o ex presidente Luiz Inacio Lula da Silva durante Ato jornada pela democracia em Curitiba Fotos Ricardo Stuckert
10 05 2017 Curitiba PR Brasil o ex presidente Luiz Inacio Lula da Silva durante Ato jornada pela democracia em Curitiba Fotos Ricardo Stuckert (Foto: Cássio Vilela Prado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Olá, queridissimo Presidente Lula!

Desde a minha adolescência, por volta dos meus 18 anos de idade, há quase quarenta anos, eu lera alguns livros que modificaram a minha leitura da realidade mundana: "Manifesto Comunista", de Karl Marx e Friedrich Engels; "O Processo", de Franz Kafka; "O combate sexual da juventude", de Wilhelm Reich; e mais um monte de milhares de páginas de autores e teorias do conhecimento.

Cheguei inclusive a rabiscar quatro livros publicados pela Amazon (não pude publicá-los por outras editoras brasileiras por falta de recursos financeiros e patrocínio).

No meu quarto livro, "O golpe na Presidenta Dilma Rousseff: Golpeachment", logo em sua primeira página, dedico-o à querida Presidenta Dilma e à sua digníssima esposa guerreira eterna, Sra. Marisa Letícia, a qual, com certeza, habita contigo esse cárcere forjado por canalhas midiáticos-judiciais, traidores da nossa Pátria. Isso todos nós (o mundo todo) já sabemos, embora alguns ainda prefiram viver à margem da verdade.

Acredito que o senhor não cometeu algum delito, pois até hoje os seus acusadores não apresentaram provas, senão estranhas convicções delirantes a partir de algumas frases inconvictas e evasivas de delatores (falsos X-9) diante de assédios de torturadores, galgando a liberdade a qualquer custo.

Se o senhor cometeu algum delito, foi muito bem feito, pois não deixou rastros que não a transformação radical de um país cabisbaixo em seus 500 anos de história, nos quais o povo foi dizimado pela fome, pela exclusão e massacrado por uma elite burra e perversa (A Elite do Atraso – de Jessé Souza).

Caso tenha cometido algum deslize, os pobres do Brasil agradecem, pois o senhor deu tanto ao povo humilde brasileiro que Hobin Hood deve se contorcer de inveja em seu túmulo. E o senhor não jogou nenhuma flecha, se o fez, foram flechadas cunhadas por Cupido, por amor à causa, a nossa causa!

Pois é! Desde a minha adolescência, cheia de rebeldia e sonhos, totalmente contrários à essa ideologia burguesa podre, identifiquei-me com o (PT) que o senhor sempre representou de forma corajosa, carismática e inteligente, filiando-me em 1984, e, de lá pra cá, sempre ao seu lado, nas derrotas e vitórias (puta merda, como sofri também!).

E agora sofro novamente, mas de uma forma diferente, embora muito triste, haja vista que a sua prisão surreal kafkiana embrulha o meu estômago e sangra o meu coração, assim como as imagens que vejo eventualmente da escória Rede Globo de Televisão e seus comparsas capitalistas, juristas, procuradores e puxa-sacos alienados e ingratos.

Sei que o senhor também não é mais humano apenas, tornou-se uma idea (do latim e do inglês, para eternizar mais). Uma idea inapagável e multiplicada em milhões de corações e mentes sãs do nosso país e do planeta Terra.

A mentira sempre prestará contas com a verdade. Penso que não demorará muito!

Tenha a minha total solidariedade, respeito e carinho.

Eu também me tornei uma ideia: "LULA".

Nós todos! Os verdadeiros brasileiros democratas, filhos legítimos consanguíneos de negros e índios, filhos do Brasil com "s".

Não sonhamos com a pobre Miami (USA), o refúgio dos delirantes brasileiros endinheirados que traíram as suas origens. Sonhamos e vamos reconstruir o Brasil que o senhor nos deu no ano de 2002.

Obrigado, Presidente Lula!

Forte abraço!

Cássio Vilela LULA Prado.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247