Por que a covid não vai embora

Estou tentando entender, a partir de depoimentos de especialistas e dos fatos que saltam aos nossos olhos, por que a covid-19 não dá sinais de ir embora do Brasil aos cinco meses de atividade

Paciente com coronavírus em UTI de hospital em São Paulo
Paciente com coronavírus em UTI de hospital em São Paulo (Foto: Amanda Perobelli - REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Estou tentando entender, a partir de depoimentos de especialistas e dos fatos que saltam aos nossos olhos, por que a covid-19 não dá sinais de ir embora do Brasil aos cinco meses de atividade.

1) O presidente da República vive num mundo paralelo, incensado por apoiadores do mesmo mundo. Desde o início da praga ele agiu na perspectiva da “imunidade de rebanho”, expondo-se e convidando os brasileiros a se exporem. Tanto fez que conseguiu pegar. No que só acredito porque há documento provando. Não se sabe quantos contaminou. E quantos desses foram a óbito. Contaminado, passou a garoto-propaganda da cloroquina, até mesmo no mundo animal, o que contraria todos os estudos e recomendações e também o bom senso;

2) É um presidente incapaz de fazer o mínimo necessário numa crise como essa: unir o país. Trabalhou e trabalha para jogar o Sul contra o Nordeste, direita contra a esquerda, civis contra militares, cientistas contra charlatães, e se eximir de qualquer responsabilidade, o que deixou claro ainda hoje ao dizer “acabaram com os empregos no Brasil”, como se não fosse com ele;

3) O Brasil trocou três vezes o comando do ministério da Saúde durante a pandemia, e não tem ministro, mas um general interino, cuja única missão é distribuir cloroquina;

4) A covid-19, que no começo do ano foi definida como mais uma gripe, aparentada com a gripe espanhola, porém mais forte, agora é descrita por infectologistas como “doença inflamatória sistêmica”, que ataca os pulmões, mas também o cérebro, o pâncreas e outros órgãos;

5) A outra explicação para a epidemia prosperar entre nós: em que outro país se viu dirigentes da Saúde acusados de corrupção na “corrida pela vida” contra a covid-19? Como podem existir pessoas capazes de enxergar oportunidade de rapinar em meio a uma desgraça desse tamanho?;

6) A explicação número 6 é óbvia: por mais que especialistas batam na tecla sobre distanciamento social e a higiene das mãos, seguindo as recomendações da OMS, a realidade brasileira não contribui: segundo o IBGE, 74 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto e 11,5 milhões moram em casas com mais de três pessoas por cômodo.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247