Putin e Xi se reúnem em encontro que marca novo sistema internacional

Os dois estadistas estabelecem as bases para uma atuação conjunta diante da desafiadora situação internacional, escreve o editor internacional do Brasil 247

www.brasil247.com - Presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da China, Xi Jinping
Presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da China, Xi Jinping (Foto: REUTERS)


Por José Reinaldo Carvalho - Os presidentes da China e da Rússia se encontram nesta sexta-feira (4), em Pequim. Putin visita a China para participar dos Jogos Olímpicos de Inverno 2022. Na ocasião, os dois líderes manterão entendimentos que resultarão na elevação a patamares mais altos das relações bilaterais e em uma cooperação mais ativa e assertiva diante dos grandes desafios mundiais.

É a "primeira visita ao exterior do ano" de Putin, diz a Central Chinesa de Televisão. O presidente da China, Xi Jinping, fará com seu colega russo o primeiro encontro presencial com um líder mundial em quase dois anos. 

China e Rússia estão decididas a atuar conjuntamente em todas as agendas importantes para a cooperação internacional e a paz mundial. Mantendo o princípio de não interferência nos assuntos internos de outro país, a China deixou claro de que lado está na atual crise que envolve os EUA, a Otan, a Ucrânia e a Rússia. A diplomacia chinesa alertou que é necessário que os EUA, as demais potências ocidentais e a Otan, levem em conta as preocupações da Rússia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

China e Rússia estão irmanadas nos esforços pelo multilateralismo autêntico e no soerguimento de um sistema internacional multipolar, baseado no Direito Internacional, no papel preponderante da ONU e na execução plena do princípio de resolver por vias políticas específicas os conflitos entre as nações. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os dois gigantes levam às últimas consequências a cooperação bilateral abrangente, uma parceria estratégica orientada para o futuro, correspondente à nova era, no caso da China, do desenvolvimento do seu peculiar sistema socialista, e no caso da Ríssia, da consolidação do seu poderio nacional, ameaçado pelos Estados Unidos. Ambos os pa[ises captaram muito bem as mensagens de Biden que, ao tomar posse e inaugurar os mandatos dos novos secretários de Estado e da Defesa, proclamou que o objetivo central do seu mandato na arena internacional é impedir a ascensão da China e conter o poderio russo.  

A cooperação entre China e Rússia é multidimensional e vai marcar época: no comércio, nas finanças, indústria, serviços, energia, ciência e tecnologia e no combate às pandemias. Igualmente, as duas potências cooperam no setor militar, aprimorando o caráter defensivo das suas forças armadas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Rússia e a China "são vizinhos próximos ligados por tradições seculares de amizade e confiança" ... "Apreciamos muito que as relações russo-chinesas de parceria abrangente e cooperação estratégica, entrando em uma nova era, tenham alcançado um nível sem precedentes e se tornaram um modelo de eficiência, responsabilidade e aspiração para o futuro", observou Putin.

As relações entre a China e a Rússia destacam-se pelo aspecto pragmático, não ideológico. Os  princípios básicos e as diretrizes para o trabalho conjunto foram definidos pelos dois países no Tratado de Boa Vizinhança e Cooperação Amistosa, cujo vigésimo aniversário transcorreu no ano passado. Esses princípios são: igualdade, consideração dos interesses uns dos outros, isenção de circunstâncias políticas e ideológicas dos vestígios do passado. 

O encontro de hoje entre os dois estadistas vai reafirmar esses princípios e estabelecer as bases e os parâmetros para elevar a um nível inédito as relações bilaterais, assim como a atuação conjunta diante da situação internacional desafiadora e em transformação. China e Rússia se tornam assim países construtores de um novo sistema internacional 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email