Saudades do Lulinha Paz e Amor

"Lula ganhou de lavada em 2002, se reelegeu em 2006, elegeu Dilma presidente em 2010, Haddad prefeito de São Paulo em 2012 e reelegeu Dilma em 2014", elenca o jornalista Alex Solnik. "Cinco vitórias seguidas. Saudades do Lulinha Paz e Amor"

Votar no Lula é votar no Brasil
Votar no Lula é votar no Brasil (Foto: RICARDO STUCKERT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Alex Solnik, para o Jornalistas pela Democracia 

  Lula tinha perdido em 1982 (governador de São Paulo) e em 1989, 94 e 98 (presidente da República) com discurso agressivo e revanchista, como queriam seus apoiadores.

  Quatro derrotas seguidas.

  Na quinta disputa e quarta presidencial, em 2002, cansado de perder, resolveu contratar um marqueteiro da pesada, sem nenhuma identificação com a esquerda: Duda Mendonça.

  O publicitário baiano mandou Lula aparar a barba, mudar a cara enfezada para sorridente, tirar a camiseta com a inscrição “hoje eu não tô bom”, usar branco na TV e o apelidou “Lulinha Paz e Amor”.

  Lula ganhou de lavada em 2002, se reelegeu em 2006, elegeu Dilma presidente em 2010, Haddad prefeito de São Paulo em 2012 e reelegeu Dilma em 2014.

  Cinco vitórias seguidas.

  Saudades do Lulinha Paz e Amor.   

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247