"Uma pistola na cabeça da democracia"

"Para a campanha de Lula, que tem se esmerado na segurança do ex-presidente, fica o alerta de que todo cuidado é pouco", escreve Bepe Damasco

www.brasil247.com - Atentado contra Cristina Kirchner
Atentado contra Cristina Kirchner (Foto: Captura de vídeo/reprodução)


O título do diário argentino Página 12 retrata com perfeição o significado e a gravidade do atentado sofrido na noite desta quinta-feira (1) pela ex-presidente e atual vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner.

Toda solidariedade à Cristina e repúdio veemente a esse bárbaro ataque.

A imagem chocante mostra que ela só está viva devido a uma falha técnica na pistola do homicida, que, carregada com cinco balas, não disparou. O autor do ataque é o brasileiro Fernando Andres Sabag Montiel.

Que vergonha!

Fernando, que tem 35 anos, vive na Argentina desde a década de 1990 e tem uma passagem pela polícia por porte de arma branca, é com certeza produto do discurso de intolerância e ódio que, exportado do Brasil, se dissemina pela Argentina.

A exemplo do que aconteceu aqui com Lula e o PT, no país vizinho, a vice-presidente é vítima de um cerco judiciário e midiático sem precedentes, um autêntico lawfare. Outra coincidência: Cristina lidera todas as pesquisas de intenção de voto para as próximas eleições presidenciais.

Neste enredo antidemocrático, existe até o “Moro deles”, encarnado na figura do promotor federal Diego Luciani, que na segunda-feira passada pediu que Cristina seja condenada a 12 anos de prisão e inabilitada para exercer cargos públicos.

Diversos juristas, no entanto, afirmam que os processos estão repletos de falhas, faltam provas e o direito de defesa foi cerceado.

Para a campanha de Lula, que tem se esmerado na segurança do ex-presidente, fica o alerta de que todo cuidado é pouco. Afinal, quando cães hidrófobos como Fernando Montiel podem estar à espreita para atacar?

Ou alguém dúvida que na matilha bolsonarista tem gente capaz disso?

O presidente Alberto Fernández convocou para esta sexta-feira um feriado nacional para que os argentinos possam repudiar o crime e expressar solidariedade à Cristina.

Reflitamos nós brasileiros também sobre a urgência de varrer o fascismo.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247