"Abertamente fascista", dizem servidores da Anvisa sobre ameaças de Bolsonaro

Associação dos Servidores da Anvisa qualificou como "abertamente fascista" a ameaça de expor os nomes dos funcionários responsáveis pela aprovação da vacinação de crianças contra Covid

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: ABr)


247 - A Associação dos Servidores da Anvisa (Univisa) repudiou, em nota divulgada nesta sexta-feira (17), a ameaça feita por Jair Bolsonaro contra os técnicos do órgão em função da aprovação da aplicação de vacinas da Pfizer contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos e qualificou a fala do chefe do Executivo como “abertamente fascista”.

No texto, de acordo com O Globo, a Univisa afirma repudiar “qualquer ameaça proferida contra o corpo técnico da Anvisa, bem como quaisquer tentativas de intervenção sobre o posicionamento da autoridade sanitária que não advenham do debate estritamente científico e democrático”. 

Ainda segundo a entidade, a tentativa de intimidação feita por Bolsonaro é “algo extremamente incompatível com o regime democrático e que deveria inspirar a máxima atenção das autoridades competentes” e “mostra-se como ameaça de retaliação[...], método abertamente fascista e cujos resultados podem ser trágicos e violentos”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A ameaça de Jair Bolsonaro foi feita durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais, na quinta-feira (16). Na ocasião, Bolsonaro defendeu a exposição dos nomes dos servidores que aprovaram a vacinação infantil contra a Covid-19.”Eu pedi o nome das pessoas que aprovaram a vacinação de crianças de 5 a 11 anos, para que todo mundo tome conhecimento de quem são essas pessoas e formem o seu juízo. […] Você tem o direito de saber o nome das pessoas que aprovaram a vacinação a partir de 5 anos”, disse o ocupante do Palácio do Planalto na live. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email