Advogado de Marcos Valério tenta adiar julgamento por mensalão

Estratégia é argumentar que o Supremo não é o foro apropriado para julgar o empresário, já que ele não é autoridade pública

Advogado de Marcos Valério tenta adiar julgamento por mensalão
Advogado de Marcos Valério tenta adiar julgamento por mensalão (Foto: Arquivo/247)

247 - O empresário Marcos Valério ainda tenta se livrar do julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), marcado para começar na próxima semana, exatamente no dia 2 de agosto. Seu advogado, Marcelo Leonardo, vai tentar adiar o julgamento do cliente logo no primeiro dia da sessão, sob o argumento de que o STF não é o foro apropriado para julgar Valério, já que o empresário não é autoridade pública.

Marcelo Leonardo diz que se o STF aceitar o argumento, "a história do julgamento muda". "Apenas três réus [dos 38] seriam julgados pelo Supremo. No caso de Marcos Valério, o processo viria para 4ª Vara da Justiça Federal em Minas Gerais, onde começou", comenta o advogado. A mudança permitiria que o julgamento se arrastasse por meses, até anos, e, de quebra, agradaria a parte do PT, que teme prejuízo a seus candidatos durante as eleições deste ano.

Segundo o advogado de Valério, a defesa de que o cliente não seja julgado pelo STF é feita desde o início do processo e tem o apoio do ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, que defende José Roberto Salgado, ex-executivo do Banco Rural. É pouco provável, contudo, que os ministros do STF acatem a posição.

A defesa alega que a principal desvantagem de Valério em um julgamento pelo STF é a impossibilidade de recorrer a outras instâncias -- o que não ocorreria se fosse julgado em outro tribunal.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247