Após "motociata", Bolsonaro mente e volta a falar em dispensa de máscara: 'quem é contra é porque não acredita na ciência'

Bolsonaro mentiu ao dizer que "o vacinado não tem como transmitir o vírus". Imunizados podem sim continuar transmitindo o coronavírus e, por isso, o uso de máscara continua sendo recomendado. O ministro Salles, investigado por participação em esquema de exportação ilegal de madeira, esteve ao lado de Bolsonaro no evento

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Ao fim da motociata em São Paulo neste sábado (12), Jair Bolsonaro subiu em um carro de som para mentir sobre os cuidados de prevenção contra a Covid-19. Ele voltou a dizer que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, estuda a possibilidade de desobrigar o uso de máscara e afirmou que quem é contra a medida não acredita na ciência.

"Queiroga estuda a possibilidade se podemos, ou não, sugerir a não obrigatoriedade de máscara para quem já contraiu o vírus ou para quem já foi vacinado. Quem for contra é porque não acredita na ciência. O vacinado não tem como transmitir o vírus", disse Bolsonaro. 

Ao contrário do que declarou o chefe do Executivo Nacional, vacinados podem sim transmitir o coronavírus. Os imunizados podem ainda, mesmo que com chances muito reduzidas, evoluírem para casos graves da Covid-19. A recomendação de especialistas é no sentido de manter todas as medidas de prevenção ao coronavírus.

PUBLICIDADE

Bolsonaro também aproveitou o momento para atacar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), chamando-o de ditador. "Somente quem anda no meio de vocês sabe do que vocês precisam".

No caminhão de som estavam também os ministros Ricardo Salles, do Meio Ambiente, e Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia e Inovações, além do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Salles, que não utilizava máscara, é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por participação em um esquema de exportação ilegal de madeira.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email