Aprovação do governo Bolsonaro cai 8 pontos no Nordeste

Levantamento da PoderData, que mostra que a aprovação do governo caiu 8 pontos percentuais no Nordeste, passando de 48% para 40% em relação a última pesquisa, após viagens de Bolsonaro para a região

(Foto: PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A estratégia de Jair Bolsonaro de intensificar a agenda de viagens ao Nordeste não mudou a avaliação de seu governo na região. É o que aponta o levantamento da PoderData, que mostra que a aprovação caiu 8 pontos percentuais no Nordeste, passando de 48% para 40% em relação a última pesquisa do instituto. 

A desaprovação ficou em 50% –variação positiva, dentro da margem de erro. As taxas estão abaixo da avaliação nacional: 51% aprovam o governo Bolsonaro e 41% desaprovam.

Os dados foram coletados de 31 de agosto a 2 de setembro, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 509 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Após a aprovação pelo Congresso do auxílio-emergencial, que elevou a proposta original do governo de R$ 200 para R$ 600, Bolsonaro concentrou a sua agenda de viagens na região. Foram 7 visitas ao Nordeste de abril a agosto, número que corresponde a 33% dos destinos de suas viagens domésticas no período que iniciou o pagamento das parcelas.

A pesquisa também avaliou a atuação individual de Bolsonaro e 31% nordestinos o avaliam como “ótimo” ou “bom”. Houve queda de 7 pontos em duas semanas. A rejeição se manteve em 43%.

A avaliação positiva de Bolsonaro na região está 7 pontos abaixo da avaliação nacional (39%). Já a rejeição ao seu desempenho está 9 pontos acima da média geral (34%).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247