Armação escancarada: Deltan também faz associação criminosa entre o presidente Lula e PCC

O ex-procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, está usando a farsa do suposto atentado a Moro para tentar criar as condições para um novo golpe no Brasil

Lula, Sergio Moro e Deltan Dallagnol
Lula, Sergio Moro e Deltan Dallagnol (Foto: Reuters | Agência Brasil)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A farsa do suposto plano para assassinar o ex-juiz suspeito e hoje senador Sérgio Moro, já desmascarada pelo Conjur, maior portal jurídico do Brasil, também está sendo usada pelo ex-procurador Deltan Dallagnol para promover acusações criminosas contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o Partido dos Trabalhadores.

Na tarde deste sábado, Dallagnol postou vários tweets em que usa a armação do caso Moro-PCC para tentar vincular o presidente Lula ao PCC e para acusar o PT de planejar implantar um "narcoestado" no Brasil.

continua após o anúncio

Nos últimos dias, Dallagnol protestou contra a prisão do ex-doleiro Alberto Youssef e tem tentado auxiliar Moro, que deverá ser denunciado nesta segunda-feira pelo advogado Rodrigo Tacla Duran, que teria recebido uma proposta de R$ 5 milhões do advogado Carlos Zucolotto, amigo de Moro, para não ser preso na Lava Jato.

Com a armação do caso Moro-PCC, a oposição de extrema-direita no Congresso Nacional já fala em protocolar um pedido de impeachment do presidente Lula, usando argumentos parecidos com os da dupla Moro-Deltan. Ou seja: o plano parece ser o de promover um novo golpe de estado no Brasil.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247