Bolsonaristas fazem vaquinha em defesa de Oswaldo Eustáquio, blogueiro preso pela PF

A vaquinha está sendo divulgada por parceiros do blogueiro que pedem apoio “para continuar sendo a voz do Oswaldo, enquanto ele estiver preso”

Oswaldo Eustáquio (centro) e Sara Winter (à direita)
Oswaldo Eustáquio (centro) e Sara Winter (à direita) (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Bolsonaristas estão fazendo uma vaquinha virtual em defesa do blogueiro de extrema-direita preso pela Polícia Federal (PF) na manhã desta sexta-feira, 26, Oswaldo Eustáquio. Um dos que está levando a campanha adiante é Hugo Alves, que teve o celular apreendido pela polícia.

“A batalha começou, nós não temos medo”, disse Hugo Alves, que afirmou ser “02 do Oswaldo”. As informações são do portal O Antagonista. “Um outro tal de João Salas, autoproclamado ‘03 de Oswaldo’, também pede apoio ‘para continuar sendo a voz do Oswaldo, enquanto ele estiver preso’”, afirmou o site.

A PF prendeu Oswaldo Eustáquio, ex-assessor do Ministério dos Direitos Humanos, em Campo Grande (MS), na manhã de sexta-feira (26). Ele é investigado na Operação Lume, inquérito que apura financiamento e organização de atos antidemocráticos para a volta da ditadura militar e fechamento do Congresso Nacional e do STF.

A Polícia Federal localizou o ativista bolsonarista inicialmente em Ponta Porã (MS), na divisa com o Paraguai. Ele vinha sendo monitorado pois haveria perigo de ele deixar o país. Hoje, ele estava na capital do estado.

Segundo a ativista bolsonarista Sara Winter, o blogueiro foi o "idealizador" do acampamento dos ‘300 pelo Brasil’, no Distrito Federal. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247