Bolsonaro elogia chacina no Rio que deixou 25 mortos

Ocupante do Palácio do Planalto explora episódio com fins eleitorais e parabeniza policiais que participaram de ação violenta no Rio

(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Jair Bolsonaro parabenizou nesta terça-feira (24) a chacina que deixou ao menos 24 mortos em um bairro do Rio de Janeiro. Foi a terceira mais letal da história recente da região metropolitana da capital fluminense.

Bolsonaro chamou os policiais militares que participaram da chacina de "guerreiros". As polícias Federal e Rodoviária Federal também participaram da ação. 

continua após o anúncio

Em pronunciamento nas redes sociais, o chefe do Executivo federal afirmou que a operação foi planejada durante vários meses. Ele disse que os agentes de segurança monitoravam os passos de chefes do tráfico de drogas com o objetivo de prendê-los fora da comunidade e que isso não foi possível devido ao ataque de uma facção criminosa, "fazendo-se necessário o uso da força para conter as ações".

Bolsonaro criticou os especialistas em segurança pública que apontaram erros na operação. 

continua após o anúncio

Entre os mortos está Gabrielle Ferreira da Cunha, 41, alvejada dentro de casa. 

A operação policial provocou pânico entre os moradores do local. 

continua após o anúncio

A operação conjunta que resultou em chacina é alvo de investigação nos Ministérios Públicos federal e do estado do Rio de Janeiro. O objetivo é apurar violações de direitos durante a ação da Polícia Militar, da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal na comunidade da zona norte carioca, informa a Folha de S.Paulo.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247