Carla Zambelli tentou convencer Moro a aceitar troca na PF e ex-ministro disse não estar à venda

A deputada Carla Zambelli teria dito em mensagem para Moro aceitar o nome indicado por Bolsonaro para o comando da PF e, em troca, "vá em setembro para o STF". "Eu me comprometo a ajudar. A fazer o JB [Jair Bolsonaro] prometer", garante a parlamentar

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A pedido do Jornal Nacional, da TV Globo, o ex-ministro da Justiça Sergio Moro vazou conversas como provas para rebater as acusações feitas por Jair Bolsonaro.

Além de uma troca de mensagens com Bolsonaro, Moro também mostrou uma conversa com a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), em que a parlamentar implora para Moro aceitar a indicação de Bolsonaro para o comando da PF em troca da vaga no STF. 

Zambelli diz para Moro aceitar o nome indicado por Bolsonaro e "vá em setembro para o STF". "Eu me comprometo a ajudar. A fazer o JB [Jair Bolsonaro] prometer", garante a parlamentar.

Moro respondeu: "Prezada, não estou à venda". 

Mensagem Zambelli


A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247