Crise do Enem aumenta e credibilidade da prova fica em risco: notas do 1º dia também têm erro

Ao contrário do que havia afirmado Weintraub no sábado, erros nas notas não estão limitados ao segundo dia das provas e já atingem também as do primeiro dia. Governo Bolsonaro perdeu o controle e já não sabe mais quantos estudantes podem ter sido prejudicados

247 - Não são apenas as notas das provas do segundo dia do Enem que foram corrigidas incorretamente, conforma havia assegurado no sábado o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Neste domingo, o governo Bolsonaro reconheceu que as provas do primeiro dia também têm erros.

Até agora, os erros confirmados haviam sido identificados apenas no segundo dia da prova (matemática e ciências humanas). Agora, as provas do primeiro dia linguagem e redação também têm erros de correção em número desconhecido, conforme reconeceu o Inep, órgão do MEC responsável pelo Enem.

O Inep trabalhava até a tarde de sábado com um universo de análise de 50 mil provas. Mas esse universo muda a todo momento, segundo informa o jornalista Paulo Saldaña, da Folha de S.Paulo.

Com isso, o estrago neste momento é de tamanho desconhecido e pode comprometer a credibilidade de todo o exame, no maior desastre da história do Enem.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247