CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Doze estados brasileiros mais o DF estão com taxa de ocupação de UTIs acima de 80%

As estatísticas também apontaram que o número de internações por Covid-19 na rede pública do Brasil aumentou 8,7% em dez dias

Imagem Thumbnail
Novas estatísticas apontam para pandemia ainda sem controle no Brasil (Foto: Agência de Notícias do Paraná)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Pelo menos 12 estados brasileiros e o Distrito Federal estão com taxas de internação por Covid-19 acima de 80%, um nível considerado crítico - Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia e Santa Catarina. O número de internações por Covid-19 na rede pública do Brasil aumentou 8,7% em dez dias. As informações são do jornal O Globo

São cerca de 28,8 mil pessoas internadas pela doença em leitos de enfermaria e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Sistema Único de Saúde (SUS). Eram aproximadamente 26,5 mil internados no dia 12 de fevereiro.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

De acordo com Lígia Bahia, especialista em Saúde Pública da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), "as novas variantes podem ser mais transmissíveis e potencializar o aumento de casos, mas não explicam esse cenário, que é caracterizado pela abertura de atividades não essenciais de maneira caótica". 

"O repique decorre do aumento da circulação e aglomeração, em transportes coletivos lotados, bares, restaurantes, festas, além do uso eventual e incorreto de máscaras", disse.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo Guilherme Werneck, epidemiologista da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), os dados apontaram que a transmissão do coronavírus "claramente não está controlada", e tem sido estimulada pelo contato entre as pessoas.

"Nesse período, que vem desde as eleições municipais do ano passado, depois o final do ano com Natal, ano novo e agora esse período de janeiro em que as pessoas ainda estão tendo muito contato, certamente é um grande fator de estímulo à transmissão", disse. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Associado ao relaxamento das políticas locais, com governos e municípios buscando liberar atividades sociais e econômicas no início do ano, isso estimula o contato, e, quando ele se dá com maior frequência, principalmente em ambientes fechados, aumenta a transmissão. Do meu ponto de vista, nesse período estamos colhendo os frutos dessas ações de relaxamento", acrescentou.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO